LNLS: Passado, Presente e Futuro

Com Prof. Dr. Antônio José Roque
Laboratório Nacional de Luz Síncrotron – LNLS
Local: Sala nº 502-Bloco 1- Depto de Computação e Matemática – Bloco de Exatas da FFCLRP. (próximo da cantina do Valter) 
Data: 15/04/2011 (sexta-feira)
Horário: 14:00h
Informações: iearp@usp.br ou (16) 3602.0368

O Brasil deu uma importante contribuição para o desenvolvimento da ciência, especialmente na região da América Latina, quando, no final dos anos 80 e durante os anos 90, desenvolveu a tecnologia e construiu a primeira fonte de luz síncrotron do hemisfério sul – ainda hoje a única na América Latina. A comunidade científica teve à disposição este avançado instrumento para pesquisas a partir de julho de 1997. Desde então, já são mais de 12 anos de operação rotineira para mais de 1500 pesquisadores em 2009. A partir de 2009 foram estabelecidos os laboratórios nacionais LNBio e CTBE, além do LNLS, com autonomia e com seus próprios Diretores.

Dentro deste contexto, o LNLS é hoje composto pela fonte de luz síncrotron propriamente dita e pelo LNNano. Todos esses laboratórios nacionais estão dentro do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais - CNPEM. Em 2008 o MCT, através do LNLS, iniciou o projeto de uma nova fonte de luz síncrotron brasileira. Este será o maior e mais complexo equipamento científico projetado e construído na América Latina.

O projeto da nova fonte de luz síncrotron tem o objetivo de colocar à disposição da comunidade científica e tecnológica um equipamento que compete com as melhores fontes que estão sendo projetadas atualmente na América do Norte, Europa e Ásia. Além da nova fonte permitir um salto qualitativo em pesquisa avançada, seu projeto, até o momento, já inclui inovações que permitirão menor consumo de energia e maior confiabilidade de operação. Será apresentada a nova estrutura organizacional do LNLS e demais Laboratórios Nacionais (LNBio e CTBE), além de uma prospecção de futuro e trabalhos a serem desenvolvidos, incluindo o desenvolvimento do projeto da Nova Fonte de Luz Síncrotron (Sirius).

A palestra é gratuita e sem necessidade de inscrição. 

Sobre Antônio José Roque: nascido na cidade de São Paulo, graduou-se e fez mestrado em Física na UNICAMP e PhD na University of Califórnia at Berkeley em 1994. Desde 2007 é pesquisador e professor titular no Instituto de Física da Universidade de São Paulo, atuando na área de Física da Matéria Condensada e Física Atômica e Molecular. Desde 2003 é secretário geral das Olimpíadas de Física; coordenador da área de Física da FAPESP desde 2008, vice-coordenador da Rede Nacional de Pesquisa: Simulação e Modelagem de Nanoestruturas (Rede THEONANO) desde 2005, e, desde 2009 é diretor do Laboratório Nacional de Luz Síncroton – LNLS.

Vídeo do Evento
Fotos do Evento